Indumentária Gaúcha

A pilcha gaúcha é a indumentária usada pelos tradicionalistas, uma vez que é um traje tradicional e deve ser confeccionado e usado de acordo com os costumes do passado, ou seja, não pode ser criada moda sobre um estilo considerado tradicional.

O traje gauchesco é amplamente usado nos países tradicionalistas gaúchos por prendas e peões, principalmente no Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile.

Peão

Chiripá: Traje de origem indígena. O chiripá é uma espécie de “saia” retangular preso na cintura.

Bombacha: Surgiu na Turquia, foi trazido para vários países. As bombachas são largas com favos de mel, com cós largos e sem presilhas para cinta, com 2 bolsos grandes na laterais, nas cores claras paras as ocasiões festivas e escuras para o trabalho. Sendo que a largura da perna deve ser pelo menos do diâmetro da cintura.

Camisa: Pode ser de uma cor só ou riscada, pode ser usar também colete ou casaco, nunca em cores chamativas e sempre de manga longa. Camisa preta somente para luto.

Lenço: O lenço é pendurado no pescoço atado por nó, que pode ser feito de várias maneiras. As cores mais usadas são vermelho (maragato) e branco (chimango). Em funerais se usa somente o lenço de cor preta e para luto também.

Chapéu: Sempre feito de feltro, nunca de palha. Não se usa chapéu em ambientes cobertos.

Guaiaca: é uma espécie de cinto largo feito em couro, podendo ter bolsos, porém não deve-se usar o celular á mostra (pois na época não existia).

Pala e Poncho: O pala é feito de tecido leve. O poncho feito de lã para dias frios. São trajes usados pelo gaúcho, mas são de origem indígena. Bota: Sempre de couro.

Não deve:

Cores chamativas, a exemplo de amarelo ou vermelho nos trajes dos peões, e não usar a pilcha de tecido e cor igual da sua prenda;

Usar cor roxa;

Bordar qualquer tipo de bordado na bombacha;

Calça estreita, rastra;

Lenço curto estampado;

Boina estilizada que não seja de feitio artesanal, como crochê por exemplo.

Prenda

A prenda pode optar em usar o vestido ou saia com blusa, sendo esta última permitida somente para prendas adultas e veteranas. Tanto o vestido quanto o conjunto pode ser estampado ou liso.

Os babados, rendas, apliques e passa-fitas é livre. É obrigatório o uso de bombachinhas até o joelho em todas as idades. Usar meia branca, não usar transparente.

Prenda veterana: cores sóbrias. Não é permitido a cor-de-rosa, roxo, branco, preto e vermelho. As mangas devem ser longas. É permitido o uso de lenço cruzado sobre o peito preso por um camafeu. É permitido o uso de fichú de seda com franja ou de crochê preso com camafeu. É permitido o uso de chale preso com camafeu. Sapatilha com salto de 5 cm no máximo, com tira atacada por cima do peito do pé. Maquiagens leves.

Prenda adulta: É permitido cores mais vivas como vermelho, com exceção de roxo, sendo o preto somente para luto.

O cabelo pode ser preso somente no topo da cabeça ou com penteado ou tranças.

Sapatilhas até salto 7 e bombachinhas na mesma condição de veterana. Maquiagens leves.

Prenda mirim e juvenil: Somente cores claras. É permitido o uso de mangas até o cotovelo. Vestido abaixo do joelho, no comprimento da canela. Sapatilha de 2 cm.

Não pode:

Brilhos nos trajes, pinturas nos tecidos, mangas boca de sino, acessórios de plástico;

Relógio, luvas;

Usar tecido e cor de traje combinando com o seu peão;

Traje com estampa ou bordado que assemelhe com o pavilhão (ex: bandeira do Brasil, estado, municípios, empresas ou outros)

Decote, mangas curtas tecido transparente, colar;

Usar bombacha ou chiripá, pois são vestimentas exclusivas do peão;

Lenços curtos e floridos, estampados;

Siga:

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone